Principal

Aplicações em microvarizes

As microvarizes, também conhecidas como “vasinhos”, é o tipo de variz mais comum. Elas acometem 6 em cada 10 mulheres entre 30 e 40 anos, que as possuem em geral nas pernas e nas coxas.Apesar do que geralmente se pensa, as microvarizes também ocorrem em homens, porém em menor intensidade.Essas dilatações e tortuosidades representam um grande inconveniente estético.

O tratamento mais comum para esse problema é a escleroterapia, o que popularmente se chama de aplicação. Esse procedimento consiste na injeção de substâncias que causam a destruição das paredes internas desses pequenos vasos. Posteriormente, a veia tratada se transforma em um cordão endurecido, desaparecendo por fim, sem qualquer prejuízo à circulação do paciente. A escleroterapia, porém, não impede o aparecimento de outras microvarizes na região próxima à aplicação.

Atualmente, com intuito de minimizar as dores decorrentes das picadas de agulha, recorre-se ao resfriamento da região tratada momentos antes da aplicação por meio de ar resfriado ou por rolo gelado. Essas medidas tornam suportáveis ao paciente até duas aplicações no mesmo dia.Esses métodos também dispensam o uso da meia elástica e o repouso; ficam apenas restritos grandes esforços físicos e longas viagens, por períodos de até 72 horas, após o qual o paciente pode voltar às suas atividades cotidianas.

No que se refere à exposição aos raios solares, as medidas não são proibitórias no pós-procedimento.O paciente pode se expor ao Sol fazendo o uso de filtro solar, desde que não apareçam manchas arroxeados no período posterior ao tratamento.

Atualmente também se utiliza laser no combate às varizes. Porém, esse uso é complementar à aplicação, pois a agulha ainda é a melhor ferramenta contra esse incômodo.